Michael Jackson Forever
Olá MJFan. Seja Bem-vindo ao Fórum Forever Michael. Agradecemos a sua visita e pedimos que se registre para ter acesso a todo conteúdo do nosso Fórum.
Ao Registrar-se você também poderá participar enviando seus comentários e novos posts.
O registro é rápido e fácil.

Qualquer dúvida entre em contato.


At: Adm: Forever Michael!

Análise: Dangerous

Ir em baixo

Destaque Análise: Dangerous

Mensagem por *Mari* em Ter Fev 14, 2012 6:16 am

Dangerous

Análise, opiniões, críticas, avaliações.
Por Ronaldo Beat It



Este álbum foi esgostado em 31 minutos após lançamento. Por um longo tempo ficou no topo das listas musicais.

O álbum Dangerous foi lançado em 26 de Novembro de 1991, e tornou-se o
álbum mais comercializado rapidamente, após seu lançamento, quebrando os
recordes e entrando para as listas musicais na primeira e terceira
posição. Também foi o primeiro álbum a ser lançado pela Sony Music
(lançado em uma quinta-feira e não na tradicional segunda-feira).

Este foi o primeiro álbum solo de Michael Jackson em carreira adulta que
não foi produzido por Quincy Jones. Para este álbum Michael trabalhou
na produção com Teddy Riley e Bill Bottrell. O álbum pode ser
classificado no gênero New Jack Swing, rítmo que estreava no começo da
mesma década, Dangerous foi o grande abrangente e tornou-se o álbum mais
vendido do gênero New Jack Swing.

Do álbum Dangerous saíram 9 singles de 14 faixas; "Black Or White",
"Remember The Time", "Jam", "In The Closet", "Heal The World", "Who Is
It", "Will You Be There" e "Gone Too Soon". O single "Black Or White"
pulou da 32² posição para o topo das paradas, quebrando o recorde
estabelecido pelos Beatles em sua faixa "Let It Be" de 1970.

Houve convidados especiais neste álbum, estes foram L.T.B, Princesa
Stephanie de Mônaco (creditada como "Mystery Girl") e Slash (em Give In
To Me).


TracklistSegue a tracklist do álbum Dangerous, se você clicar nos links você poderá ver as letras e suas respectivas traduções no Number Ones.

1 Jam
2 Why You Wanna Trip On Me
3 In The Closet
4 She Drives Me Wild
5 Remember The Time
6 Can't Let Her Get Away
7 Heal The World
8 Black Or White
9 Who Is It
10 Give In To Me
11 Will You Be There
12 Keep The Faith
13 Gone Too Soon
14 Dangerous


Singles
Black Or White

Capa do single "Black Or White".

Black Or White foi escrita e composta por Michael. As letras da parte do rap foiram escritar por Bil Bottrell. O guitarrista e ex-líder do Guns & Roses Slash usou introduções e riffs nesta faixa, embora algum tempo depois ele tenha desmentido sua participação nesta faixa.

O single foi lançado em 11 de Outubro de 1991, do álbum Dangerous,
batendo a primeira posição em 18 países ao redor do mundo. Istou fez com
que Black Or White permanecesse por três semanas nas listas mundiais na
primeira posição, até 7 de Dezembro de 1991. Tornou-se o single mais
rápido a entrar nesta posição, desde a faixa Get Back dos Beatles. Nos
Estados Unidos permaneceu por sete semanas, batendo a primeira posição
no Natal e a primeira música a ficar nesta posição em 1992.

Vendeu cerca de 5 milhões de cópias mundo afora. No Reino Unido, Black
Or White foi o primeiro single por um Americano a entrar na primeira
posição desde "Now Or Never" de Elvis Presley na década de 1960.

Black Or White foi transmitida pela gravadora Epic (mais tarde comprada
pela Sony) nas rádios cerca de dois dias antes de seu lançamento para
preparar o público para um especial televisionado. Com 24 horas a canção
já havia sido adicionada em 96% da programação das estações de rádio.

Durante a turnê mundial Dangerous Tour em 1992, o "The Black Or White
'Panther'" foi exibido como introdução da música na primeira parte da
turnê. O mesmo aconteceu na HIStory Tour e aconteceria na This Is It.
Em 1992 Black Or White foi remixada por Clivilles & Cole, quem
produziu artistas como Mariah Carey, Aretha Franklin e Whitney Houston. A
versão remixada ficou conhecida como C&C Remix ou Black Or White
(remix).


Remember The Time

Capa do single "Remember The Time".

Remember The Time foi escrita e produzida por Michael Jackson e dirigida
por John Singleton. Foi o segundo single hit do álbum Dangerous.
Remember The Time foi lançado em Março de 1992; bateu a segunda posição
nas listas Britânicas, e a terceira nas listas Americanas.

Na Austrália, Remember The Time foi certificada com disco de Ouro com um
total de 35 mil cópias. Remember The Time foi originalmente pensada
para fazer parte das performances da Dangerous Tour, mas foi retirada
porque Michael já havia materia suficiente para realizar.

Remember The Time foi usada em um vídeo montagem para introdução de
músicas na HIStory Tour. Quando Michael estava produzindo a canção com o
co-produtor Teddy Riley, Michael tentou alcançar o novo New Jack Swing
naquela época, e foi

Foi performada no Soul Train Awards em 1993, esta apresentação ficou
famosa pois Michael hvia torcido o tornozelo e performou-a sentado em
uma cadeira durante aquela noite. Recebeu três prêmios, incluíndo
"Melhor Cantor Masculino do Ano" no Soul Train Awads de 1993.


In The Closet

completada com sucesso.Capa do single "In The Closet".

In The Closet foi lançado em 8 de Maio de 1992 do álbum Dangerous. A
canção foi pensada originalmente como um dueto com Madonna. Ela havia
trabalhado em algumas ideias para a letra, mas Michael decidiu que não
usaria pois falava muito sobre a natureza sexual. Madonna então decidiu
não continuar o dueto.

Embora Michael houvesse pensado que as letras que Madonna queria impor
fossem muito perrogativas, a imprensa também pensava que a letra escrita
por Michael era sobre a natureza sexual.

In The Closet bateu a sexta posição nos Estados Unidos e a oitava no
Reino Unido. O single tornou-se o segundo single a chegar à primeira
posição do álbum. Foi lançada novamente em 2006, como parte da coletânea
Visionary.
Foi escrita e por Michael e
Teddy Riley, fala sobre manter relacionamentos secretos entre amantes. A
canção foi originalmente intitulada como "Mystery Girl", mas foi
revelado que os vocais provinham da Princesa de Mônaco, Stephanie e não
de Madonna.




Michael performou uma versão curta
de In The Closet em sua turnê HIStory, ele usou a introdução de She
Drives Me Wild e incluíu Scream e They Don't Care About Us. A parte dos
vocais da princesa de Mônaco foi substituída pelos vocais de Michael, ao
vivo. Não apresentou a canção na Dangerous Tour.





Jam

Capa do single "Jam".

O single de Jam foi lançado do álbum Dangerous em Julho de 1992; nos Estados Unidos e Setembro de 1992 na Europa.
Bateu a décima terceira posição nas listas Britânicas e apenas alcançou a vigésima sexta nos Estados Unidos.

Foi re-lançada em 2006 como parte da coletânea Visionary chegando à vigésima segunda posição nas listas musicais.

Jam é uma mistura de Hard Funk, Dance e Rap, com Heavy D provindo o rap da música. Michael performou Jam na Dangerous Tour como canção de abertura dos shows.


Who Is It

Capa do single "Who Is It".

Who Is It foi lançado em Agosto de 1992 na Europa.

Os Estados Unidos iria receber originalmente Give In To Me, mas após
receber ótimas críticas sobre Who Is It (depois de cantá-la ao vivo no
programa de Oprah Winfrey) Michael decidiu lançar o single nos EUA em
Fevereiro de 1993, e instantaneamente alcançõu a 14° posição as listas.
Who Is It alcançou a 10° posição no Reino Unido.

Como muitas outras canções de Michael, esta também foi sobre rumores que ele recebia.


Heal The World

Capa do single "Heal The World".

Heal The World foi lançado em 28 de Novembro de 1992, alcançou a 2°
posição no Reino Unido em Dezembro do mesmo ano. Chegou à 27° posição
nos EUA. Heal The World é sobe a questão da vida e humanidade na Terra,
fala sobre seus problemas e passa mensagens de como resolvê-los.

Foi performada na Dangerous e HIStory Tour. Também performou-a durante o
"30th Anniversary Concert" no Madison Square Garden, por Monica, Mya,
Deborah Cox, Rah Digga, Tamia e The Brooklyn Youth Choir.
No memorial de Michael Jackson em 2009, um extenso coro liderado por
Judith Hill performou Heal The World, e em seguida We Are The World da
mesma maneira que Michael havia ensaiado dias anteriores.

A cantora de R&B, Ciara, performou Heal The World no BET Awards em
2009 em tributo a Michael. Em 1993, Michael performou a canção durante
os comerciais do Super Bowl.

Em um chat na Internet em 2001, Michael afirmou que Heal The World é a
canção que ele mais se orgulha e sente que é uma de suas maiores
conquistas.
Ele disse que escreveu a canção em sua árvore no Rancho Neverland.


Give In To Me

Capa do single "Give In To Me".

Give In To Me foi lançado em 15 de Fevereiro de 1993, foi o sétimo single do álbum Dangerous.
Bateu a segunda posição nas listas Britânicas mas nunca alcançou alguma posição nos Estados Unidos ou Ásia.

Give In To Me é famosa por ser B-Side contendo Dirty Diana e Beat It,
também incluiu participação de Slash, guitarrista e ex-líder do Guns and
Roses. Michael em sua entrevista à Oprah Winfrey comentou sobre sua
canção (o videoclipe levou cerca de 2 horas para ser filmado e foi
gravado na Alemanha); foi exibido o clipe ao vivo.

Não foi performada em nenhuma turnê.


Will You Be There

Capa do single "Will You Be There".

Will You Be There foi escrita e produzida por Michael; lançado em 28 de Junho de 1993 do álbum Dangerous.
Bateu a 7° posição nos EUA, vendendo cerca de 500 mil cópias, sendo
certificada com dicso de Ouro e permanecendo na 10° posição em um total
de 6 semanas.

O single alcançou a 8° posição no Reino Unido e permaneceu no top 40 por
6 semanas. Chegou à 1° posição na MTV Eurochart, mas em outros países
da Europa não fez tanto sucesso.

Will You Be There vendeu cerca de 1 milhão de cópias ao redor do mundo.
Will You Be There começa com um pequeno pedaço da música "9th Symphony"
de Beethoven performada pela Cleveland Orchestra. As palavras da canção
falam sobre a luta para viver. Os fãs vêem a letra da música de Michael
como se ele estivesse preso em seu mundo de fama e traz este recado para
a vida.

A canção também entrou para o soundtrack do primeiro filme do Free Willy
lançado em 1993; no clipe da canção foi usada imagens de performances
da música como na Dangerous Tour e no MTV's 10th Anniversary em 1991.
Venceu prêmio por "Melhor Canção em Filme" em 1994. Sony incluiu no
álbum "All Time Greatest movie Songs" em 1991.
Sony included it on the All Time Greatest movie Songs album in 1999.

No memorial de Michael Jackson em 2009, Jennifer Hudson performou a
música ao vivo. Há 4 versões diferentes para Will You Be There: a versão
do álbum com cerca de 7 minutos, a versão editada com cerca de 5
minutos, a versão rádio com cerca de 3:39 minutos e a versão
instrumental com 3:25 minutos.

Michael foi processado por Will You Be There pelo cantor italiano Albano
Carrisi, segundo ele a canção seria plágio de sua música "I Cigni di
Balaka". O juiz italiano disse que as canções eram muito semelhantes,
com ambas sendo inspiradas pela música indiana, mas Michael não foi
considerado culpado.


Gone Too Soon

Capa do single "Gone Too Soon".

Gone Too Soon foi lançado em 1 de Dezembro de 1993, no dia mundial da AIDS. Foi o último single lançado pelo álbum Dangerous.
A canção não foi lançada nos Estados Unidos. Chegou à 33° posição no
Reino Unido, sendo a nona canção de Michael a entrar para o top 40
singles do álbum Dangerous. Também estourou na África, entrando na 3°
posição.

Gone Too Soon foi escrita sobre um amigo de Michael, Ryan White, um
adolescente que era garoto-propaganda de uma campanha nos Estados Unidos
contra HIV/AIDS. Depois foi expulso do colégio por contrair a doença.
Michael fez em sua homenagem.

Ryan contraiu HIV depois de um tratamento de sangue (sangue este que
estava contaminado) com apenas 11 anos de idade. Deram apenas 6 meses de
vida à ela. michael tornou-se amigo de Ryan e convidou ele e sua mãe
para morar em seu Rancho, Neverland.

Ryan morreu em Abril de 1990 abruptamente, depois de completar 18 anos,
vivendo muito mais que o tempo previsto pelos médicos. Junto com
Michael, Elton John, Phil Donahue e a primeira dama Barbara Bush
participaram do funeral.
Gone Too Soon foi escrita por Buz Kohan e Larry Grossman, para o álbum
Dangerous de Michael, como um tributo a Ryan, co-produzido por Michael e
Bruce Swedian, quem é mais conhecido por seu trabalho com Quincy Jones
no álbum Thriller.

Michael tornou-se amigo íntimo da Princesa Diana, quem apoiou as
campanhas contra AIDS fortemente durante sua vida. Quando Diana morreu,
Gone Too Soon foi adicionada à coletânea em homenagem, lançada em 1997. O
dinheiro recebido pelas vendas do álbum foi doado ao fundo do memorial
da Princesa Diana de Gales.

Michael também dedicou um show de sua turnê HIStory a princesa Diana.
Michael performou Gone Too Soon na inauguração do "Day Ball" do
ex-presidente Bill Clinton em 1993., onde realsou a importância de achar
a cura para AIDS. Michael dedicou sua performance à Ryan.

No memorial de Michael Jackson em 2009, o cantor de R&B Usher apresentou Gone Too Soon.


Trívias
- 19 de Novembro de 1991, foi realizado o "Dangerous Gift-pack";
- 25 de Novembro de 1991, álbum tornou-se #1 no Reino Unido;
- 14 de Dezembro de 1991, álbum estreou como #1 na Billboard Music Pop Album.
- 12 de Novembro de 1993, vídeo caseiro de "Dangerous" foi realizado.
- 05 de Novembro de 1993, vídeo "dangerous" foi realizado.
- 01 de Outubro de 1993, ganhou o BPI 6 vezes e foi certificado com "Platina".
- 29 de Setembro de 1994, certificado 6 vezes como "Platina".
- 13 de Setembro de 1995, VHS "Dangerous The Short Films" certificado "Platina".
- 16 de Outubro de 2001, versão "Remasterizada" foi realizada.
- 12 de Novembro de 2001, os videoclipes foram lançados em DVD.

Fonte: Number Ones
avatar
*Mari*
Administrador

Era Preferida : Invincible
Data de inscrição : 04/03/2011
Mensagens : 3432
Sexo : Feminino
Idade : 46
Localização : Rio Grande do Sul
<b>Agradecido</b> Agradecido : 77

Ver perfil do usuário http://www.mjforumforever.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum