Michael Jackson Forever
Olá MJFan. Seja Bem-vindo ao Fórum Forever Michael. Agradecemos a sua visita e pedimos que se registre para ter acesso a todo conteúdo do nosso Fórum.
Ao Registrar-se você também poderá participar enviando seus comentários e novos posts.
O registro é rápido e fácil.

Qualquer dúvida entre em contato.


At: Adm: Forever Michael!

Prince Jackson é esperado para testemunhar a partir de 26/06/13

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Prince Jackson é esperado para testemunhar a partir de 26/06/13

Mensagem por MHANDYNHA JACKSON em Ter Jun 25, 2013 11:50 am

Quatro anos após a morte de Michael Jackson, seu filho mais velho, Prince Jackson está pronto para contar aos jurados sobre os últimos dias de vida de seu pai.
Prince Jackson agora tem 16 anos, na época ele tinha 12 anos quando ele viu seu pai sendo levado por uma ambulância ao hospital Ronald Reagan UCLA Medical Center na tarde de 25 de junho de 2009.
Na segunda-feira, os advogados da família Jackson informaram os advogados da AEG Live que o Prince será a próxima testemunha depois do depoimento do médico Dr. Gordon Matheson, especialista em conflitos de interesse, agendado para terminar nesta terça-feira, 25/06/13.
Prince provavelmente irá depor na quara-feira, 26/06/13, um dia após o aniversário de quatro anos da morte de seu pai.
Prince, Paris e Blanket Jackson e sua avó Katherine Jackson estão processando a AEG Live, por negligência,  por contratar e manter o médico Dr. Conrad Murray sem supervisão,  que foi condenado por homicídio involuntário pela morte de Michael Jackson..
Os advogados da família Jackson argumentaram que o promotor e a produtora de “This Is It” pressionaram Murray para manter Michael Jackson nos ensaios a qualquer custo, mas não conseguiu ajudar Michael Jackson apesar dos sinais que ele não estava nada bem.
Murray disse à polícia que usou o anestésico cirúrgico propofol quase todas as noites, durante dois meses para tratar a insônia de Michael Jackson. O legista determinou que uma overdose de propofol o matou.
Os advogados da AEG argumentam que Michael Jackson quem escolheu e supervisionou Murray e que seus executivos não tinham como saber que o médico estava usando um tratamento perigoso.
Conflito de interesse do médico
Dr. Gordon Matheson, diretor do departamento de medicina esportiva na Universidade de Stanford, testemunhou como especialista em conflitos de interesse médico nesta segunda-feira, 24/06/13.
Depois de analisar os depoimentos e as provas do caso, Matheson concluiu que a AEG Live criou um conflito de interesses, pois o contrato negociado com Murray para servir como médico pessoal de Michael Jackson por US $ 150.000 por mês “é susceptível de conduzir a pobres decisões médicas.”
Murray, que tinha fechado suas clínicas para assumir o cargo e tinha US $ 1 milhão em dívidas, estaria inclinado a não resistir à pressão “os executivos da AEG queriam Michael Jackson nos ensaios, apesar das evidências de sua saúde debilitada”, testemunhou Matheson.
Se Murray estava em conflito porque o contrato negociado foi estruturado de forma que ele respondia a AEG, mas também poderia ser cancelado se a turnê foi cancelada, disse ele. “Eu acho que o conflito aplicado fora dos padrões  como a saúde de Michael Jackson começou a se deteriorar.”
Os e-mails do diretor Kenny Ortega e do gerente de produção John “Bugzee” Hougdahl alertou os executivos AEG da deterioração de Michael Jackson em junho de 2009, incluindo indicações de que ele era incapaz de fazer algumas de suas danças mais marcantes ou de se lembrar das letras de suas músicas que ele cantou durante décadas.
Sua maquiadora e seu coreógrafo testemunharam sobre a paranoia de Michael Jackson, falando consigo mesmo e ouvindo vozes, e sua perda de peso severa.
A produtora associada Alif Sankey testemunhou que ela “tinha um sentimento muito forte de que Michael estava morrendo”, depois de assistir um ensaio 11 dias antes de sua morte.
“Eu estava gritando ao telefone naquele momento”, testemunhou Sankey. “Eu disse que ele precisava ser internado em uma hospital agora.”
Batalha perdida para o sono
Um especialista em sono de Harvard declarou na semana passada que o tratamento utilizando propofol em todas às noites provavelmente interrompeu o ciclo de sono de Michael Jackson, roubando-lhe REM – sono, o que é vital para manter o cérebro e o corpo vivo – movimento rápido dos olhos.
“Os sintomas que o Sr. Jackson foi expostos foram consistentes com o de alguém que sofre de privação total de sono durante um período crônico”, disse Dr. Charles Czeisler na última sexta-feira, 21/06/13, especialista em sono da Harvard Medical School.
Se o cantor não morresse em 25 de junho de 2009  de uma overdose de propofol, a falta de sono REM poderia o ter levado a morte dentro de alguns dias de qualquer maneira, de acordo com o testemunho do Dr. Czeisler.
Os ratos de laboratório morrem após cinco semanas sem sono REM, disse ele. Ele nunca fez o teste em seres humanos até que Murray deu a Michael Jackson infusões de propofol todas as noites durante dois meses.
Prince testemunhará
Prince será o único dos três filhos de Michael Jackson, que vai comparecer no tribunal, embora o vídeo da Paris  gravado durante dois dias em março/13  será visto em algum momento durante a apresentação da AEG em sua defesa. A empresa obrigou o testemunho da Paris, chamando-a de uma testemunha-chave para mostrar sua relação com seu  pai e também o relacionamento de Murray com Michael.
Os advogados da família Jackson informaram ao tribunal na semana passada que Paris, 15, não estaria disponível para testemunhar pessoalmente porque ela está internada para tratamento psiquiátrico após uma tentativa de suicídio no início deste mês.
Em depoimento na semana passada, a chefe de cozinha Kai Chase lembrou Paris ficou devastada quando ela percebeu que havia algo de muito errado com seu pai.
“Nós estávamos literalmente puxando-a pelos tornozelos para descer as escadas enquanto ela estava tentando subir para o quarto e gritava ‘Papai, papai, papai!’, testemunhou Chase.
Paris fez a maior gritaria duas semanas mais tarde, quando ela falou no memorial público de Michael Jackson.
“Desde que eu nasci, papai foi o melhor pai que poderia imaginar”, disse ela. “E eu só quero dizer que eu o amo muito.”
Michael Jackson confidenciou a seu filho sobre seus negócios. Seu testemunho deve incluir revelações sobre o que seu pai lhe disse em suas últimas semanas a respeito de quem ele confiava e desconfiava.
“O Prince sempre foi, mesmo aos 12 anos, o homenzinho – homenzinho do papai,”  testemunhou Chase. “Ele queria que seu pai tivesse muito orgulhoso dele, queria ser como Michael”.
“O peso do mundo está sobre os ombros do filho mais velho, irmão mais velho e ele é pai para seus irmãos,” testemunhou Chase. “É muita coisa para ele, crescendo, gostando meninas. Ele deseja que seu pai estivesse aqui para dar-lhe conselhos. É devastador para ele.”
Vida após a sua morte
Michael Jackson morreu apenas duas semanas antes de ele viajar com Prince, Paris e Blanket para Londres, onde aconteceriam os 50 shows agendados para os próximos 10 meses. O pai disse a eles que iria fazer uma longa turnê mundial após os shows em Londres, e Paris ficou muito animada.
Após a turnê, Michael Jackson pretendia comprar uma mansão em Las Vegas para servir como uma base, enquanto ele se concentrava em fazer filmes, disse ele para seus filhos. Para prepará-los, Michael Jackson contratou um professor de cinema da University of Southern da Califórnia para ensiná-los  as  técnicas de atuação.
Com o falecimento de Michael, os filhos foram morar com sua avó na mesma casa em Encino onde Michael Jackson viveu na adolescência. O véu da privacidade que incluía uso de máscaras quando em público, logo foi substituído por aparições públicas ocasionadas por homenagens ao pai.
As crianças falaram no Grammy, numa cerimônia de dedicação ao Hollywood Boulevard, na Oprah Winfrey. Em cada caso, eles pareciam ter mais idade do que realmente não tinham.
Os dois filhos mais velhos foram matriculados em uma escola particular, isto foi uma grande mudança.
Prince e Paris começaram a explorar as carreiras de entretenimento.
Prince trabalhou vários dias como um “enviado especial” para “Entertainment Tonight” e atuou em um episódio do seriado “90210″. A tia La Toya Jackson organizou os trabalhos para ele.
Paris se inscreveu com um agente de Hollywood para ajudar com sua carreira de atriz no início deste ano, mas isso esta em stand by enquanto ela está sendo tratada.
Blanket, cujo apelido veio do cobertor, seu pai o cobriu com frequência em público, ainda estuda em casa, que  em um condomínio fechado em Calabasas, Califórnia.
“Blanket dança como o seu pai,” de acordo com Chase, que foi recontratada como chefe de cozinha para as crianças no ano passado.
Blanket, agora com 11, tem “um monte de lembranças do que o seu papai fez, e ele fala constante sem parar do pai e de seu relacionamento junto com seu pai,” testemunhou Chase na semana passada. Ele sempre usa uma camiseta do Cirque du Soleil “Immortal”, baseado na música de seu pai, disse Chase disse. “Ele usa constantemente.”
O julgamento entra na sua nona semana no tribunal de Los Angeles, está previsto para durar até agosto, de acordo com os advogados de ambas as partes.


Fonte: CNN
avatar
MHANDYNHA JACKSON
Colaborador

Era Preferida : Bad
Data de inscrição : 30/06/2012
Mensagens : 1126
Sexo : Feminino
Idade : 22
Localização : Neverland;PE
<b>Agradecido</b> Agradecido : 0

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum